Evangélicos São Empossados no CNAS

No último dia 5 de junho, tomou posse, em Brasília, o novos membros eleitos para o CNAS - Conselho Nacional de Assistência Social, para um mandado de 2 anos. Entre os eleitos, está o CADI - Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral, representando RENAS e Aliança Evangélica Brasileira, que agora assume a função de titularidade, como segunda Organização mais votada no segmento da sociedade civil. A cerimônia de posse contou com a presença do Ministro de Estado do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame

O CNAS constitui a instância máxima de deliberação e controle social da Política Nacional da Assistência no Brasil. Ele foi instituído pela Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS, como órgão superior de deliberação colegiada, vinculado à estrutura do Ministério do Desenvolvimento Social.

No âmbito da União, é o CNAS que está à frente do processo de viabilização do controle social do Sistema Único de Assistência Social, tendo como principais competências aprovar a política pública de assistência social, normatizar e regular a prestação de serviços de natureza pública e privada, zelar pela efetivação do SUAS, apreciar e aprovar propostas orçamentárias, entre outras.

O representante do CADI no CNAS será Mauricio Cunha, que cumprirá o segundo mandato no Conselho. Mauricio é engenheiro, administrador, mestre em antropologia social e consultor na área do Terceiro Setor e direitos humanos, presidente do CADI e Assessor de Igreja e Políticas Públicas da Aliança Evangélica Brasileira.

Foto anexada: representantes das organizações sociais no CNAS

 

Imprimir